FacebookPixel
Voltar \ O que são telhas solares?

O que são telhas solares?

09 nov 2021
O que são telhas solares?
Notícias
Também conhecidas por telhas fotovoltaicas, as telhas solares são caracterizadas pela transformação de energia solar em eletricidade. Isso é possível graças aos módulos fotovoltaicos embutidos, que se comportam como pequenos painéis solares.

     Com a instalação dessas telhas solares em uma área de 45m², a geração de energia alcançaria cerca de 3-4kw e supriria a demanda energética de uma casa, a colocação dessas telhas fotovoltaicas é realizada como de costume, são telhas comuns e a ligação da instalação até ao conversor acontece por baixo do telhado. 
 

     É uma das novas apostas no campo das energias renováveis, favorecendo o autoconsumo de eletricidade e a independência do consumidor com a rede elétrica comercial. 


 

 


 

Curiosidade sobre a tecnologia Fotovoltaica.
 

     A importância do sol e da energia solar sempre esteve na consciência Humana, desde as primeiras civilizações e à medida que estas evoluíram as técnicas para aproveitar esta  energia também evoluíram.
 

     No início usou-se a energia solar passiva, primeiro de uma forma inconsciente e posteriormente de uma forma consciente (± a partir do ano 400 a.c pelos gregos) para aquecer as casas (janelas e materiais que retêm o calor), na agricultura (estufas), como arma (ataque com lentes a navios), fornalhas solares e até como Usinas Solares (extrair sal da água do mar).
 

     Posteriormente a energia térmica solar começa a dar os seus primeiros passos, em 1767 surge o primeiro coletor solar que deu origem aos aquecedores solares de água (muito rudimentares). Já em 1865 criou-se a primeira máquina que converte energia solar em energia mecânica (através da geração de vapor e de um colector solar).
     Outras invenções surgiram tendo por base estes princípios como o fogão solar e até uma impressora movida a energia solar. Em 1891 o primeiro aquecedor solar de água quente doméstica foi patenteado, mas só em 1936 se tornou muito popular e comercializado em massa.

 

     Finalmente inicia-se a maratona da energia solar fotovoltaica;
 

1838 - descobriu-se o efeito fotovoltaico (a exposição de uma célula eletrolítica com eletrodos de platina ao sol, aumentava a sua corrente elétrica)

1973 - descobriu-se o efeito fotovoltaico em sólidos (sobre selênio)

1877 - descobriu-se que ao se expor selênio à luz, ele gerava eletricidade, criando-se assim a primeira célula fotovoltaica de selênio;

Durante os anos 50 o crescimento da indústria solar abrandou e quase estagnou, pelo preço baixo dos combustíveis fósseis.

1950 - células solares  foram usadas em satélites americanos e soviéticos (final dos anos 50)

1953 - descobriu-se a célula solar de silício, que produz eletricidade suficiente para alimentar pequenos dispositivos elétricos;

1956 - aparecem os primeiros painéis disponíveis comercialmente (valor muito alto para a maioria das pessoas)

A partir da década de 70 a energia solar volta a ter um lugar de destaque na história muito devido à subida do preço dos combustíveis fósseis;

1979 -  cai o valor dos painéis solares fotovoltaicos até quase 80%

 

     A Guerra do Golfo colocou a energia solar como uma alternativa viável ao Petróleo e muitos países começaram a promover esta energia através de decretos-lei, que visavam reverter os problemas ambientais decorrentes das mudanças climáticas.
 

     O Pacto Ecológico europeu pretende que até 2050 a europa seja o primeiro continente com impacto neutro no clima, e para isso criou propostas legislativas em diferentes sectores que já estão a contribuir para o desenvolvimento da Tecnologia Fotovoltaica.
 


 

Porque surgem as telhas solares ?
 

     A utilização dos painéis fotovoltaicos apesar dos inúmeros benéficos tinham uma ”aparência inestética”, lembrando que em alguns países onde as regras de preservação de casas antigas e centros históricos chegavam a proibir por lei o seu uso. 
 

     Para suprimir esta característica menos harmoniosa tem se vindo a criar um novo conceito, “Building Integrated Photovoltaics", que consiste em aplicar tecnologia fotovoltaica em elementos construtivos, (tais como na telha, paredes, palas de sombreamento, coberturas, etc) podendo substituir os materiais de construção convencionais.





















by archdaily.com
 

 

Batalha: Painéis solares ou telhas solares?

 

Painéis Solares:

 
  1. Durabilidade comprovada de cerca de 40 anos, existem painéis anteriores que ainda trabalham com 80% da sua capacidade original;
  2. Painéis mais comuns medem 1,6m2 e produzem 240a 275 watts;
  3. Facilidade em mudar a posição e o ângulo dos painéis, independentemente da orientação do seu telhado;
  4. Instalação é prática e versátil podendo ser feita em diferentes tipos de telhados e locais (num poste, num jardim, num quintal etc);
  5. Os painéis são mais adequados para a adaptação em telhados já existentes;
  6. São mais pesados;
  7. A instalação é feita pelo exterior, mais exposta ao clima e poluição, podendo prejudicar o seu funcionamento;
  8. No caso de avaria é necessário substituir todo o painel;
  9. Pouco estético.

Telhas Solares:

 
  1. Tipo de tecnologia mais moderna e por isso não existe dados reais da sua durabilidade;
  2. As telhas surgem em diferentes formas e feitios e adaptam-se a todo o tipo de telhado, uma única telha solar produz de 13 a 63 watts e estas taxas continuam a melhorar;
  3. Como as telhas vão substituir as originais, o momento ideal para aplicar é quando estamos construindo uma nova casa ou substituindo o telhado; 
  4. Leve e atraente, as telhas solares têm resistência às intempéries, além da flexibilidade e encaixes iguais às telhas cerâmicas;
  5. Rápida instalação, mas recomenda-se assim como nos painéis a contratar um profissional;
  6. A variedade de oferta no mercado é enorme e a sua evolução exponencial;
  7. Toda a infraestrutura da instalação fica por baixo do telhado; 
  8. No caso de avaria substitui-se apenas a telha afectada.
 

Os incentivos e apoios do estado não fazem distinção entre estes dois sistemas.
 


 

Outros sistemas onde pode encontrar tecnologia fotovoltaica
 

Incluir estratégias de sustentabilidade dentro dos projectos arquitectónicos não é mais uma simples tendência, é uma necessidade. Esta preocupação tem de vir desde o início do desenho de um projecto e não apenas como uma medida para diminuir a conta da electricidade.
 

Isto porque muitos factores contribuem para o sucesso da eficiência de um “edifício green”, os sistemas solares fotovoltaicos são apenas um dos inúmeros sistemas que temos ao nosso dispor e que se complementam. (estratégias passivas e activas)
 

Apesar das inúmeras e incontáveis vantagens, a sua aplicação encontra obstáculos no factor estético. Este tem sido o grande desafio de integrar esta tecnologia desde o início do desenho arquitectónico e não apenas adicioná-los sobre o projeto já finalizado.
 

Graças a este exercício de arquitectos e engenheiros, têm sido desenvolvidos sistemas e edifícios incríveis, muito graças aos vários concursos que acontecem em muitas universidades do mundo, tal como as “Olimpíadas de arquitectura sustentável” e a concursos que promovem e incentivam a inovação neste sector.


De ano para ano a tecnologia fotovoltaica lança novas soluções, que podem actuar como elementos de fechamento em coberturas planas ou inclinadas (telhas solares), revestimentos das fachadas (Catálogo da Eternit), elementos vazados para sombra como pergolados, brises ou varandas, entre outras.


by archdaily.com
 

Alguns exemplos arquitectónicos:
 

1) Casa Yin Yang construída na Califórnia
2) Casa Bundeena Beach, Austrália
3) Casa Jenson-DeLeeuw NZE, EUA
4) Casas Newhall South Chase Possuem, Reino Unido
5) CO2 Saver House, Poland
6) Casa Wonning DD, Diest-B, Bélgica 
 
by archdaily.com
 


Inovação mais escaldante do Momento:
 

" Betaray "

© rawlemon
 

O arquiteto alemão André Broessel criou o Betaray, uma espécie de painel solar esférico gigante. Considerado revolucionário, o globo solar acompanha tanto o sol quanto a lua, é capaz de concentrar luz difusa e tem uma capacidade de captura 35% mais eficaz que os chamados projetos fotovoltaicos de eixo duplo convencionais.
 

De acordo com o inventor, “a esfera solar de vidro rotativa atrai a energia do sol, concentrando-a em uma pequena superfície de painéis solares minúsculas. A lente esférica é capaz de concentrar a luz difusa de um pequeno ponto focal, tornando-o mais sustentável (menos material utilizado para a criação de células solares) e eficiente ”.
 

© rawlemon

Betaray spherical glass solar energy generator by rawlemon
 


By CatarinaSáTeixeira

Marcas:
http://autoconsumoportugal.pt/index.php
https://tegulasolar.com.br/
https://soltech.be/en/
https://www.tesla.com/pt_pt/solarroof
https://www.tejassolaressantamarta.com/pt
https://casadasustentabilidade.wordpress.com/tag/tegola-solare/
https://pdf.archiexpo.com/pdf/marley/solesia-pv/64073-155189.html


 
Veja Também